4 de dez de 2015

Resenha sobre relatividade

Quando se ouve falar sobre as teorias da Relatividade Restrita e Geral, logo surge o nome de Albert Einstein. Mas é importante entender que o desenvolvimento destas duas teorias percorreu um caminho bem longo, e apenas foi consolidada graças a grandes esforços de brilhantes cientistas de diversas épocas.

A ideia de relatividade começa antes de Cristo, um dos mais relevantes pensadores talvez seja o filósofo grego Zenão, de Eléia (500 – 451 a.C.), que foi o pioneiro no estudo da relatividade. Zenão elaborou uma situação que ficou conhecida como paradoxo dos bastões em movimento, e desde então as dificuldades da descrição dos corpos em movimento ocuparam mentes de outros séculos.

O físico italiano Galileu Galilei foi o primeiro cientista que formou uma ideia sólida sobre o assunto da relatividade. Ele desenvolveu uma ideia de inércia, um princípio de relatividade, e o teorema das somas das velocidades.

Avançando um pouco no tempo, chegamos a Isaac Newton (1643-1727). Ele elaborou concepções sobre o tempo, que para ele, era absoluto; o espaço, entendido como um espaço vazio, que moldava os eventos que acontece no universo; as suas três leis; e a gravitação universal.

James Clerk Maxwell também foi muito importante para o desenvolvimento da Relatividade Restrita e Geral, foi ele que estabeleceu a relação entre o eletromagnetismo e a luz.
A Relatividade Restrita surge devido à incompatibilidade entre Relatividade de Galileu e Leis de Maxwell, surgindo várias hipóteses para resolvê-la. Apenas com Einstein isso vai ser resolvido, respondendo também as contradições das experiências de Michelson-Morley, com os dois postulados.


A Relatividade Geral surge devido à inquietação de Einstein a respeito das limitações da Relatividade Restrita quanto a referenciais com aceleração, e para responder as dúvidas que ainda pairavam sobre a constância da velocidade da luz e os conceitos de espaço e tempo. Nesta teoria, é respondidas todas essas perguntas e também altera o conceito de gravidade, tornando-a como um efeito da deformação da geometria do espaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário